Investimento

Educação financeira – Como ter dinheiro e começar a investir

Educação financeira é aquele tipo de assunto que acabou ficando em alta nos últimos anos, mas que ainda são poucos os conhecedores do tema.

Principalmente em diferentes grupos, a ideia sobre o tema pode variar bastante, indo da poupança a patrimônios.

Pensando nisso, o foco desse post, é mostrar como é possível ter uma educação financeira em pouquíssimo tempo, sem gastar dinheiro e sem passar horas com perguntas que parecem sem resposta.

Vamos lá?

Educação financeira – O que é e qual a importância?

A educação financeira pode ser definida como a capacidade de um indivíduo em ter o conhecimento necessário para administrar corretamente e de maneira positiva o próprio dinheiro.

O foco dessa ação não é investir ou algo do tipo, mas lidar com os seus rendimentos, como um salário, e as contas, como aluguel e energia.

Sendo assim, se trata de um consumo consciente e com o objetivo de evitar problemas.

A principal vantagem da educação financeira é evitar que você fique no vermelho ao mesmo tempo que traz mais conforto e estabilidade, o que evita o estresse, raiva, problemas bancários, como empréstimos, uso de cartões e assim por diante.

Da mesma maneira, visa permitir que você tenha uma reserva, para possíveis emergências e consiga aumentar esse número com investimentos, caso queira.

Isso quer dizer que você terá uma vida mais tranquila, estável, vai realizar as suas vontades e evitar dívidas.

Como ter dinheiro e começar a investir

Pensando em aumentar a sua consciência sobre dinheiro e ainda permitir que o sucesso do Bitcoin faça parte da sua vida, é preciso dar o primeiro passo.

Comece a entender os seus ganhos e gastos:

Antes de mais nada, você sabe exatamente quanto ganha e quanto gasta a cada mês, principalmente onde esse dinheiro vai parar?

Se não sabe ou ficou na dúvida, é melhor começar.

A ideia geral da educação financeira, é ter uma planilha, onde você vai anotar tudo o que acontece com o seu dinheiro, afinal, você trabalhou duro para ter ele.

Então, pegue uma agenda, caderno, bloco de notas ou arquivo do computador e comece.

Marque exatamente quanto você ganha e contas mensais, como aluguel e água, depois anote demais gastos, como compras ou algum remédio.

Lembre-se de anotar cada valor gasto.

Ao final, veja se sobrou alguma coisa ou não e avalie se os seus gastos são realmente necessários ou se você está “rasgando” o seu dinheiro.

Inicialmente, pode demorar um pouco para você conseguir ter uma ideia mais clara sobre isso, mas tente fazer o processo em dois meses.

Educação financeira é saber quando poupar dinheiro:

Em um segundo momento, a ideia é começar a poupar dinheiro, para que você gaste menos do que ganha, o que permite uma reserva.

Nesse caso, veja onde você pode cortas custos, mesmo que seja pequeno, vá aliando economias.

Ou dica é ter cuidado com as instituições financeiras, assim como é preciso escolher uma corretora de investimentos forte, é preciso evitar bancos que cobram muitas taxas e que estão sempre dando dor de cabeça.

Se você tem dividas, comece a se organizar para quitá-las, avaliando se vale a pena um acordo, para pagar à vista, ou se parcelado é mais fácil.

O ideal é manter o nome limpo, caso você precise disso mais tarde. 

Importante

Comece a evitar o uso de cartão de crédito e foque em pagar o que está na próxima fatura.

Pense que: se você não tem dinheiro para pagar no débito, talvez seja melhor esperar.

Planejamento e metas:

Por fim, a regra de ouro para ter uma educação financeira e começar a investir, é fazer um planeamento e definir metas.

Desse modo, tenha em mente questões como:

  • Definir o que você quer comprar e o que você realmente precisa;
  • Quando tempo uma determinada compra pode esperar para ser feita;
  • Quanto você precisa economizar para realizar um sonho;
  • Ter como meta uma reserva de emergência e uma reserva para investir;
  • Tentar economizar com o que não é essencial;
  • Combater o consumismo, etc.

Lembre-se que não é preciso muito para investir, é possível começar com pouco.

O plano deve ser traçado de acordo com o que pode ser realizado bem como as suas metas.

Se você consegue guardar R$ 50 no mês, guarde isso e não fique frustrado porque queria economizar R$ 100.

Tenha paciência!

Por fim, ainda ficou na dúvida ou quer saber mais sobre o tema?

Comenta aqui embaixo para que eu possa lhe ajudar ou aproveite para compartilhar as suas experiências com economias.

Grande abraço e até o próximo post!

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo